GUARDAI-VOS DOS FALSOS PROFETAS, QUE VEM A VÓS DISFARÇADOS DE OVELHAS,MAIS INTERIORMENTE SÃO LOBOS DEVORADORES. COLHE-SE PORVENTURA, UVAS DOS ESPINHEIROS, OU FIGOS DOS ABROLHOS?
ASSIM TODA ÁRVORE BOA PRODUZ BONS FRUTOS; PORÉM A ÁRVORE MÁ PRODUZ FRUTOS MAUS. UMA ÁRVORE BOA NÃO PODE DAR MAUS FRUTOS; NEM UMA ÁRVORE MÁ DAR FRUTOS BONS. TODA ÁRVORE QUE NÃO PRODUZ BOM FRUTO É CORTADA E LANÇADA NO FOGO. PORTANTO, PELOS SEUS FRUTOS OS CONHECEREIS.

"O que mais preocupa não é nem o grito dos violentos, dos corruptos, dos desonestos, dos sem-caráter, dos sem-ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons" (Luther King)



sábado, 31 de março de 2012

A nova e triste geração de evangélicos...

Eu procuro parar , mais a cada pesquisa encontro uma raridade. Uma triste reflexão a respeito do evangelho moderno. Com trechos da mensagem de Paulo Junior. WWW.ISMAELMOURA.BLOGSPOT.COM

Derrubando por terra a tese da prosperidade.

Os dirigentes do evangelho da prosperidade afirmam que , quando o crente vai mal financeiramente , a causa é a falta de fé, esta em pecado e desagradando ao Senhor.
Qual a explicação para esses dados? Se os que professam o judaísmo não acreditam em Cristo, vejam que tem algo errado, e eu bem sei o que é. Neste falso evangelho, quem prospera mesmo ,são os dirigentes, [bispos apóstolos e profetas]Patentes requeridas por eles próprios.____________________________________________________________________________________________________________________ Continuando agora vamos partir para a saúde e qualidade de vida.
Para o quinto ano consecutivo, a França assume primeiro lugar na nossa qualidade anual do Índice de Vida. Nenhuma surpresa. Sua burocracia cansativa e impostos elevados são compensados ​​por uma qualidade insuperável da vida, incluindo os cuidados de melhor do mundo da saúde. França sempre rende altos escores na maioria das categorias. Mas você não precisa para cálculos de dizer a sua bon vivant estilo de vida é especial. Passo de um avião e você vai experimentar em primeira mão. Eu sempre desejo indicadores de qualidade de vida poderia medir o coração de um país e alma. Mas é impossível enumerar a alegria de persistência por horas durante o jantar e uma garrafa de vinho tinto em uma brasserie parisiense. Ou passear ao longo do Sena em uma manhã de primavera, picando através mercadorias dos vendedores de livros ". Ou comprar croissants amanteigados no boêmio de Montmartre ... ouvir os sinos de Notre Dame ... caminhando ruas antigas pavimentadas com poesia. Paris Romântico oferece o melhor de tudo, mas os serviços não cair em aldeias da Alsácia vinho ... na Córsega selvagem e encantador episódio de alfazema-scented Provence. Ou, no Languedoc dos trovadores, banhada pelo sol do Mediterrâneo. Provinciais propriedades francesas são freqüentemente preços razoáveis ​​e estilos de vida são menos caros do que Paris. A região Sudoeste Midi-Pyrénées é um terreno de caça particularmente bom para casas de aldeia, para menos de $ 100.000 e três pratos clássicos almoços para US $ 14. Casas em cascata com glicínias de flor; mercados ao ar livre estão por toda parte Foie gras, alho-de-rosa, Armagnac, e violetas cristalizadas não são tarifa gourmet para os moradores.. Em vez disso, apenas mais um dia de compras.Postado em 10 de fevereiro de 2010 por International Living____________________________________________________________Pelo que me costa a França não tem essa proclamada fé, que os lideres da prosperidade e saúde pregam._____________ Renato Moraes

sexta-feira, 30 de março de 2012

A América exportando o lobo disfarçado de ovelha.

Onde esta o evangelho da renuncia, o evangelho que te convida a trocar tudo por Cristo. Estou falando com alguém rico, sem problema de saúde e com um nível espiritual de dar inveja ha qualquer um. Afinal de contas é isso que esse falso evangelho tenta promover. O evangelho da prosperidade nunca será o verdadeiro EVANGELHO. Por que o verdadeiro oferece aquilo que homem natural algum deseja fazer, que é simplesmente renunciar a tudo, e viver uma vida voltada para Cristo Jesus.

Graça Futura: John Piper

A gratidão é uma emoção saudável para a adoração, mas é um motivo perigoso para a obediência. Somos ordenados em termos explícitos a sermos agradecidos: “Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração... e sede agradecidos” (Cl 3.15). “Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco” (1 Ts 5.18). Como podemos não ser agradecidos quando devemos tudo a Deus? Mas, no que concerne à obediência, a gratidão é um motivo perigoso. Tende a se expressar em termos de dívida — ou no que às vezes chamo de ética de devedor. Por exemplo: “Veja o quanto Deus tem feito por você. Motivado por gratidão, você não deveria fazer muito por Ele?” Ou: “Devemos a Deus tudo o que temos e somos. O que temos feito por Ele, em retribuição?” Encontro, pelo menos, três problemas nesse tipo de motivação. Primeiro, é impossível pagarmos a Deus por toda a graça que Ele nos tem dado. Não podemos nem mesmo começar a pagar-Lhe, visto que Romanos 11.35-36 afirma: “Quem primeiro deu a ele para que lhe venha a ser restituído? [Resposta: ninguém.] Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente”. Não podemos restituir a Deus porque Ele já possui tudo o que temos para lhe dar. Segundo, ainda que fôssemos bem-sucedidos em compensar a Deus por todas as suas graças para conosco, seríamos bem-sucedidos apenas em tornar a graça uma transação comercial. Se pudéssemos pagar-Lhe, a graça não seria graça. “Ao que trabalha, o salário não é considerado como favor, e sim como dívida” (Rm 4.4). Se tentássemos negociar com Deus, anularíamos a graça. Se os amigos tentam mostrar-lhe um favor especial, de amor, convidando-o para jantar, e, ao fim da noite você diz que os recompensará, recebendo-os na próxima semana, você anula a graça de seus amigos e a transforma em comércio. Deus não gosta de ter sua graça anulada. Ele gosta de tê-la glorificada (Ef 1.6, 12, 14). Terceiro, focalizar a gratidão como um elemento que capacita a obediência tende a menosprezar a importância crucial da graça futura. A gratidão olha para trás, contempla a graça recebida e sente-se grata. A fé olha adiante, vê a graça prometida para o futuro e sente esperança. “A fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem” (Hb 11.1). A fé na graça futura é o poder para a obediência que preserva a agradável qualidade da obediência humana. A obediência não consiste em recompensar a Deus e, assim, tornar a graça em comércio. A obediência resulta da confiança de que Deus nos dará mais graça — graça futura — e esta confiança magnifica os infinitos recursos do amor e do poder de Deus. “Trabalhei muito mais do que todos eles; todavia, não eu, mas a graça de Deus comigo” (1 Co 15.10). A graça que capacitou Paulo a trabalhar muito, em uma vida de obediência, consistia na chegada diária de novos suprimentos de graça. É nisto que a fé confia — a contínua chegada de graça. A fé contempla promessas como: “O Senhor, teu Deus, é contigo por onde quer que andares” (Js 1.9) e, nessa confiança, a fé se aventura, em obediência, a tomar a promessa. O papel bíblico da graça passada — especialmente a cruz — é garantir a certeza de graça futura: “Aquele que não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou [graça passada], porventura, não nos dará graciosamente com ele todas as coisas [graça futura]?” (Rm 8.32) Confiar na graça futura é a força que capacita a obediência. Quanto mais confiamos na graça futura, tanto mais damos a Deus a oportunidade de mostrar, em nossa vida, a glória de sua inesgotável graça. Portanto, aproprie-se da promessa de graça futura e, com base nessa promessa, pratique um ato de obediência radical. Deus será poderosamente honrado. Extraído do livro: Uma Vida Voltada para Deus John Piper

O PÃO DE CADA DIA:Augusto Cury

Ninguém é digno do prazer de viver, se não usar suas angústias, ansiedades e aflições para irrigar a vida. Ninguém é digno das flores, se não sujar as mãos para lavrar a terra e cultivá-la. A existência tem curvas imprevisíveis, perdas inesperadas, choques fora do plano que traçamos. Quando olhamos para o relacionamento que Jesus tinha com Seus discípulos, verificamos que Ele os testava constantemente. Era capaz de enviá-los sem suporte financeiro e sem alimentos para uma terra esranha. Orientava-os a experimentar o vale do medo e a construir segurança mesmo quando o mundo desabava sobre eles. Corria risco de ser morto por proteger uma prostituta sem nenhuma religiosidade aparente e queria que os Seus discípulos aprendessem a amá-la independentemente de seus comportamentos. Para espanto deles, o Mestre não tinha medo de expressar Seus pensamentos em lugares onde se recomendava a prudência. A oração do Pai-Nosso é uma síntese complexa do que Jesus viveu e ensinou. O Deus dessa oração não prometeu caminhos sem obstáculos, oceanos sem tormentas. Mas prometeu o pão cotidiano em cada travessia, força na angústia, coragem nas incompreensões e paciência nas perdas. Deus não prometeu uma existência sem desertos, mas ensinou que há um oásis nos escombros das dores. Não prometeu campos de flores, mas ensinou, através de Jesus, que há dignidade nos vales dos temores e esperança nos abismos das derrotas. Ensinou que a vida deve ser homenageadas a cada momento como um espetáculo único. Deus não facilita a vida humana. Uma análise do comportamento de Deus indica que, se atender prontamente todas as necessidades humanas, criaria exploradores, e não seguidores, pessoas autoritárias e não altruístas. O próprio Jesus comenta que é necessário bater, bater e bater à porta desse misterioso Pai. Não é um processo instantâneo, mas exige o esforço da fé, da paciência e a sabedoria que Ele tem o tempo certo para tudo. Augusto Cury, em “OS SEGREDOS DO PAI-NOSSO

quinta-feira, 29 de março de 2012

O Evangelho em 6 Minutos: John Piper

O que é o Evangelho? Vou dizer o que significa numa só frase. O Evangelho é a notícia de que Jesus Cristo, o Justo, morreu pelos nossos pecados e ressuscitou triunfante para toda a eternidade sobre todos os seus inimigos, para que agora não haja condenação para aqueles que acreditam, mas sim alegria eterna. Isto é o Evangelho. Não podes exceder o Evangelho
Nunca, nunca, nunca podes exaurir a tua necessidade do Evangelho. Nunca penses no Evangelho como “sendo essa a maneira de te salvares e depois de te tornares mais forte, deixando-o e fazendo outra coisa qualquer”. Não! Deus fortalece-nos diariamente através do Evangelho e até ao dia em que morrermos. Tu nunca excedes a necessidade de pregar o Evangelho a ti próprio. Como o Evangelho nos fortalece Aqui deixo um exemplo e uso-o não porque seja muito importante falar da minha vida, mas porque foi por aquilo que passei e onde eu no último ano pude experimentar o poder do Evangelho para me fortalecer. (Muitos de vós estão a passar por coisas muito mais difíceis do que o câncer na próstata – muito mais difíceis). Lembram-se dos versos que partilhei convosco em fevereiro passado, os quais foram poderosos para mim? Foi esse o momento logo a seguir ao médico ter dito “creio que será necessário fazer uma biópsia”, quando senti uma punhalada de medo. Felizmente não durou muito. E depois veio – o quê? Tessalonicenses 5.9-10. É apenas o mais puro Evangelho. Deus não te destinou para a ira, mas para obteres a salvação através do nosso Senhor Jesus Cristo, que morreu por ti para que ou acordado ou a dormir tu vivas com ele. Estável. Paz como um rio. O Evangelho é perfeito para as tuas necessidades Isto é o Evangelho – no momento perfeito, perfeitamente aplicado, perfeitamente adaptado às minhas necessidades. É por isso que a Bíblia é tão grossa – porque são muitas as necessidades que tens. E existem lugares adequados onde o Evangelho se desdobra para ti, para que se tu mergulhares no livro todo, sempre com especial atenção ao que Cristo preparou e comprou para ti nesta grossa, gloriosa história da interação de Deus com as pessoas, Ele te dará o que precisas. Por isso, todo o meu ser diz e espero que diga até ao dia da minha morte, “agora, para Ele que é capaz de me fortalecer, de acordo com o Evangelho de Paulo, para Ele – para esse Deus – seja a glória para todo o sempre. Deus entrou na história em Jesus Cristo; Ele morreu para destruir o poder do inferno, a morte, Satanás e o pecado; e Ele fê-lo através do Evangelho de Jesus Cristo. Um pedido para acreditar Eu sei que existem pessoas que estão a ler isto e que não acreditam em Jesus Cristo e por isso mesmo só podem esperar condenação. Assim, apenas instarei contigo aqui no final: deixa essa rebelião. Deixa-a. E simplesmente abraça o Evangelho que Jesus Cristo, o Filho de Deus, o Justo, morreu pelos teus pecados. Ele ressuscitou ao terceiro dia, triunfante sobre todos os seus inimigos. Ele reina até colocar todos os seus inimigos debaixo dos seus pés. O perdão dos pecados e o espírito de justiça vêm livremente através d’Ele, apenas pela fé. Eu imploro a você, não tente ser forte na tua própria força; ela não estará contigo quando necessitares dela. Apenas uma força estará lá para ti – a força que Deus dá de acordo com o Evangelho. Não a desperdices. [Este texto é uma transcrição editada a partir do áudio. Foi retirada do sermão “Deus nos fortalece através do Evangelho.”] Este artigo é uma cortesia de Traduções do Evangelho - uma organização sem fins lucrativos cuja missão é fazer centralizadas no evangelho recursos acessíveis para os cristãos de todas as nações e línguas. Eles esperam que os cristãos em todos os lugares serão capazes de aprender sobre o evangelho em seus próprios idiomas e sem impedimentos financeiros. Eles acreditam que o aumento da acessibilidade do evangelho centrado no ensino vai ajudar as igrejas locais em todos os lugares de lançar alicerces fortes doutrinárias, e que essas igrejas fortes, por sua vez trazem muita glória ao nosso Salvador comum, Jesus Cristo.

Tragam Seus Dízimos e Recebam as Bênçãos de Deus:

É Esta, Hoje em Dia, a Vontade de Deus?
As pessoas religiosas, hoje em dia, ouvem muita coisa a respeito do dízimo. Os pregadores, freqüentemente, citam Malaquias 3:10 para encher os cofres de suas igrejas. Nesta passagem, o profeta de Deus disse: "Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e provai-me nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós bênção sem medida." Que texto de pregação poderoso! Mandamento de Deus. Obrigação clara. Teste de fidelidade. Garantia de bênção. Não é surpresa que esta seja uma passagem favorita de muitos pregadores modernos. Mas estariam estes pregadores tratando corretamente a palavra de Deus (veja 2 Timóteo 2:15)? Deus exige nossos dízimos hoje em dia? Ele está prometendo bênçãos materiais abundantes em retribuição? Examinemos estas questões de acordo com a Bíblia para determinar o que Deus realmente quer (veja Atos 17:11). Deus exige nossos dízimos, hoje em dia? Não há dúvida que Deus exigiu o dízimo na Bíblia. Mas, para entender sua vontade para os dias de hoje, precisamos examinar as passagens que discutem o dízimo. Pesquisemos brevemente o ensinamento bíblico sobre este assunto. O dízimo antes da lei de Moisés Antes que Deus revelasse uma lei escrita a Moisés, para governar os descendentes de Israel, encontramos duas ocasiões quando homens deram ou prometeram dízimos a Deus. Depois do resgate de pessoas e de bens que tinham sido tomados de Sodoma numa guerra, Abraão deu um dízimo a Melquisedeque, o sacerdote de Deus (Gênesis 14:18-20). Mais tarde, Jacó (o neto de Abraão) prometeu devolver a Deus 10% de sua prosperidade (Gênesis 28:22). Estes dízimos parecem ter sido voluntários. Não há registro de qualquer mandamento de Deus a respeito do dízimo antes do tempo de Moisés. Certamente, o dízimo de Abraão não é mais um padrão para hoje na mesma forma que o exemplo de Noé não exige que nós construirmos uma arca hoje em dia. Pela mesma razão que pregadores hoje em dia não têm o direito de exigir que você construa um grande barco, eles não têm base para usar os exemplos de doações de dízimo do livro de Gênesis para exigir que você dê 10% de sua renda a uma igreja. O dízimo na lei de Moisés É indiscutivelmente claro que Deus ordenou o dízimo na lei que ele deu através de Moisés. Muitas passagens mostram essa exigência (por exemplo, Levítico 27:30-33; Números 18:21-32; Deuteronômio 12:1-19; 26:12-15). O dízimo era uma característica da relação especial entre Deus e o povo escolhido de Israel (Deuteronômio 14:22-29). Nenhum estudante da Bíblia pode negar a necessidade do dízimo, sob a lei de Moisés. Sempre que as pessoas se referem à lei de Moisés, é importante lembrar que Deus deu essa lei aos israelitas, descendentes de Abraão especialmente escolhidos. A manutenção dessa lei era necessária para mostrar que eles eram um povo separado, escolhido (Êxodo 19:1-6; Deuteronômio 26:16- 19). Estes mandamentos a respeito do dízimo foram parte "da lei de Moisés, que o Senhor tinha prescrito a Israel" (Neemias 8:1). Malaquias viveu no mesmo tempo que Neemias. Ele era um judeu que pregava aos judeus (Malaquias 1:1). Ele viveu sob a lei de Moisés e encorajou outros israelitas a serem obedientes a essa lei (Malaquias 2:4-8, 10; 4:4). Ele usou pensamentos dessa lei para prever as responsabilidades e bênçãos espirituais, ainda por vir, através de um descendente de Abraão, mas não impôs sobre todas as pessoas de todos os tempos a obrigação de dar o dízimo. Qualquer esforço para voltar à lei de Moisés, hoje em dia, é um esforço para reconstruir o muro de separação que Jesus morreu para destruir (Efésios 2:11-16). Certamente, os verdadeiros seguidores de Jesus não quererão anular seu sacrifício só para acumular dinheiro no tesouro de uma igreja! O dízimo no Novo Testamento Todas as pessoas agora vivem sob a autoridade de Cristo, como foi revelada no Novo Testamento (Mateus 28:18-20; João 12:48; Atos 17:30- 31). Sua vontade entrou em vigor depois de sua morte (Hebreus 9:16-28). Estes fatos nos ajudarão a entender as passagens do Novo Testamento, a respeito do dízimo. Durante sua vida, Jesus reconheceu a autoridade da lei de Moisés. Ele era um judeu, nascido sob a lei (Gálatas 4:4) e com a missão de cumprir essa lei (Mateus 5:17-18). Jesus criticou os judeus hipócritas, que negligenciavam outros mandamentos divinos, enquanto zelosamente aplicavam a lei do dízimo (Mateus 23:23; Lucas 11:42; 18:9-14). Jesus não ensinou que a lei do dízimo seria uma parte de sua nova aliança, que entraria em vigor após sua morte. O livro de Hebreus fala do dízimo, para mostrar a superioridade do sacerdócio de Jesus, quando comparado com o sacerdócio levítico da Velha Lei (Hebreus 7:1-10). Esta passagem não está ordenando o dízimo para hoje em dia. De fato, o mesmo capítulo afirma claramente que Jesus mudou ou revogou a lei de Moisés (Hebreus 7:11-19). O dízimo não é ordenado na lei de Cristo, que é o Novo Testamento. Que lei se aplica hoje? Não vivemos sob a lei de Moisés, hoje em dia. Jesus aboliu essa lei por sua morte (Efésios 2:14-15). Estamos mortos para essa lei para que possamos estar vivos para Cristo (Romanos 7:4-7). A lei gravada nas pedras, no Monte Sinai, extinguiu-se e a nova aliança permanece (2 Coríntios 3:6-11). A lei funcionou como um tutor para trazer o povo a Cristo, mas não estamos mais sob esse tutor (Gálatas 3:22-25). Aqueles que desejam estar sob a lei estão abandonando a liberdade em Cristo e retornando à escravidão (Gálatas 4:21-31). As pessoas que voltam a essa lei estão decaindo da graça e se separando de Cristo (Gálatas 5:1-6). Não temos o direito de retornar a essa lei, para obrigar que guardem o sábado, a circuncisão, os sacrifícios de animais, as regras especiais sobre roupas, a pena de morte para os filhos rebeldes, o dízimo e qualquer outro mandamento da lei de Moisés. Vivemos sob a autoridade de Cristo e temos que encontrar a autoridade religiosa na nova aliança que ele nos deu através de sua morte. Ele é o mediador desta nova aliança (Hebreus 9:15). Seremos julgados por suas palavras (João 12:48-50). Desde que Jesus tem toda a autoridade, temos a responsabilidade de obedecer tudo o que ele ordena (Mateus 28:18-20). O que o Novo Testamento diz a respeito das dádivas? Jesus, através de Paulo, ensina que as igrejas devem fazer coletas nas quais os cristãos darão de acordo com sua prosperidade (1 Coríntios 16:1- 2). Temos que dar com amor, generosidade e alegria, conforme tencionamos em nossos corações (2 Coríntios 8:1-12; 9:1-9). Portanto, podemos dar mais do que 10% ou menos do que 10%. Temos que usar nossos recursos financeiros, e todos os outros recursos, no serviço de Deus. Não somos mandados por Deus para darmos uma porcentagem especial. E a respeito das bênçãos? Malaquias pregou a uma nação carnal que estava sofrendo as conseqüências carnais do pecado. Ele prometeu bênçãos materiais de Deus para aqueles que se arrependessem de sua desobediência. Não encontramos esta importância material no Novo Testamento. Deus garante aos fiéis que eles não precisam se preocupar com as necessidades da vida (Mateus 6:25-33). Mas o Novo Testamento não promete luxo, conforto e riquezas. Jesus sofreu nesta vida, e assim seus seguidores sofrerão (Marcos 10:29-30; Lucas 9:57-62). A preocupação com a prosperidade material nos distrai da meta celestial e nos arrasta à idolatria da cobiça (Colossenses 3:1-5). Tais motivos não têm nenhum lugar entre os cidadãos do reino de Deus. Destorcendo Malaquias 3:10 Aqueles que citam Malaquias 3:10 para exigir o dízimo, e prometem prosperidade material, estão destorcendo a palavra de Deus. Eles estão enchendo os tesouros das igrejas ao desviarem a atenção de seus seguidores das coisas espirituais para darem atenção às posses materiais. Pedro advertiu sobre tais mestres: "Também, movidos pela avareza, farão comércio de vós, com palavras fictícias; para eles o juízo lavrado há longo tempo não tarda, e a sua destruição não dorme" (2 Pedro 2:3). Mirando a meta celestial Deus oferece uma coisa muito melhor aos seus seguidores: um prêmio eterno no céu. Paulo nos desafia a mirar essa meta: "Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as cousas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus. Pensai nas cousas lá do alto, mas não nas que são da terra" (Colossenses 3:1-2). - por Dennis Allan O Que Esta Escrito? ©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970. Andando na Verdade ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970 Estudos Bíblicos estudosdabiblia.net ©2011 Karl Hennecke, USA

terça-feira, 27 de março de 2012

Pastor Marcos Feliciano,e a comparação absurda.

Sobre a Podridão Eclesiástica” o pastor, que também é deputado federal, não citou nome de líderes e nem falou contra os envolvidos, mas apenas se dirigiu aos membros lembrando a história da Arca de Noé, tentando imaginar como era difícil para eles estarem ali dentro com tantos bichos, tendo de cuidar de todos eles, mas do lado de fora estava pior: corpos espalhados por todos os lados. “Creio, que houve dias em que eles desejavam não estar ai. Mas ao abrirem a escotilha e olharem para fora da arca, tinham a visão mais horrível que já tiveram. Pior do que os excrementos, a urina, o trabalho estressante, o cansaço latente dentro da arca, era ver, boiando sobre as águas do dilúvio, milhares de cadáveres em estado de putrefação”. Com esse pequeno resumo ele tenta ensinar o leitor que mesmo tendo tanta sujeira dentro das igrejas o mundo está pior e sem esperança. “AINDA A IGREJA É O MELHOR LUGAR PARA SE ESTAR, pois, quando olhamos para FORA DA IGREJA, o que vemos? Um mundo maligno, cheio de violência, governado por pessoas egoístas, onde somos cercados por gente que não teme a Deus, e que a qualquer momento farão de tudo para nos derrubar, nos liquidar!” Com isso Feliciano conclui dizendo que é melhor ficar dentro de uma igreja com podridão eclesiástica do que ficar fora dela. “igreja é como a ARCA DE NOÉ, ruim dentro dela? Um bilhão de vezes PIOR FORA DELA! Pois dentro dela, com todos os defeitos, ainda há esperança, pois se temos alguns que apostataram da fé, ainda temos um numero infinitamente maior de pessoas que oram, que choram, que clamam a Deus por justiça, por paz, por fé!” Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/marco-feliciano-fala-sobre-os-escandalos-da-igreja-evangelica-ruim-dentro-dela-pior-fora/#ixzz1qMqvHhRt_______________________________________________________________________________________________________________________ MARCOS FELICIANO esqueceu que nos tempos de Noé os homens eram perversos e rebeldes. Ninguém queria saber de Deus e cada um [fazia o que bem lhe apetecia]. Violência e [muita[injustiça] reinavam por todo o lado. Não se importavam com a [vontade de Deus]. O coração de Deus estava muito triste porque ao olhar para a terra só via [maldade]. Não estava contente com o resultado da criação do ser humano e disse: “Tirarei da face da terra tudo o que tem vida, inclusive os animais!”. Noé, contudo, era o único que dava prazer ao Senhor com a sua vida.NOE Era honesto e justo, conduzia a sua vida de acordo com a vontade de Deus, e em estreita comunhão com Ele.Agora com a maior cara de pau vem querer comparar as igrejas DELES,não a de Deus com a Arca de Noé. Vai devagar Deputado!

Mike Murdock e a sua escalada rumo a prosperidade.

Estou certo de que todos os que lêem isto estão bastante familiarizados com o "evangelho da prosperidade", assim chamada. Mesmo se você ainda não ouviu este termo, você tem muito provável (infelizmente) programas vistos transmitidos em canais pentecostais / carismáticos TV onde palestrantes afirmam que simplesmente semeadura oferta uma semente de fé trará um milagre para quem dá.
_____________________________________________________________________ Deixe-me explicar como isto funciona em mais detalhe: normalmente, um pastor promover o evangelho da prosperidade começará contando histórias de suas "experiências pessoais" de pessoas que alegadamente foram entregues de doenças, vícios, dívidas, depressão ou outra grande preocupação, simplesmente semeadura uma "semente" financeiro (uma oferta dada na esperança de agradar a Deus) e ter fé que Deus vai transformar sua semente em uma "colheita" (tudo o que têm orado por.) Os sermões começam com essas histórias, então o pastor geralmente vai cherry-pick vários versículos e usá-las fora do contexto para que eles apareçam para apoiar as suas reivindicações. Estes serviços sempre terminam com um pedido de doações (às vezes bastante específico no montante solicitado) e há sempre uma linha direta para chamar para assegurar que obtêm o dinheiro de forma rápida. Mike Murdock é uma dessas pessoas que adere a esses ensinamentos errados. Eu ouvi ele mesmo diz quem não tem dinheiro em suas contas de verificação para não se preocupar, porque de bom grado aceitar cartões de crédito, e se você plantar uma semente na fé que Deus irá abençoá-lo como uma "colheita" generosa que você terá mais do que suficiente para pagar a conta quando é devido. Mike é também um dos com uma linha bastante limpa para Deus. Na verdade, ele sabe especificamente a quantidade mágica para dar a ver os milagres acontecem. Eu vê-lo colocar em INSP (Rede Inspiração) falando de "o dom da semente $ 1.000". É isso mesmo, ele está pedindo às pessoas para semear a US $ 1.000 cada um milagre unção para ocorrer. Ele disse: "Deus falou comigo e disse: "Diga-lhes sobre o milagre da semente de mil dólares". Não se preocupe, você vai ficar aliviado ao saber que você obter uma cópia gratuita do seu último livro O Líder Uncommon com cada promessa US $ 1.000.--------------------------- Parte do artigo cortesia da http://www.myfortress.org___ AJ Atkinson ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________SILAS MALAFAIA[DIGA COM QUEM ANDAS E EU DIREI QUEM TU ÉS]

A supremacia de Cristo : John Piper

sábado, 24 de março de 2012

Os que fazem culpado ao homem por uma palavra, e armam laços ao que repreende na porta, e os que sem motivo põem de parte o justo. Portanto assim diz o SENHOR, que remiu a Abraão, acerca da casa de Jacó: Jacó não será agora envergonhado, nem agora se descorará a sua face: Isaías 29:21-22

Pessoas como Martin Luther king, Mahatma Gandi, Nelson Mandela, Madre Tereza de Calcutá, Irmã Dulce, Betinho e tantos outros anônimos, que lutaram e lutam para melhorar a vida dos mais fracos e dos mais pobres, não estavam motivados pela idéia de ganhar dinheiro. Talvez como eu você não concorde com a religião deles, independente dos seus credos espirituais, deixaram suas marcas de bondade e misericórdia perante a humanidade. Agora vejam só a que ponto chega certos hipócritas evangélicos: ________________________________________________________________________________________________________________________________ Doações feitas por fiéis teriam sido usadas para compra de R$25 Milhões em imóveis O dinheiro das doações dos fiéis da Igreja Universal comprava carros, imóveis, aviões e empresas. A denúncia aparece em documentos publicados pelo jornal “O Estado de S. Paulo” que revelam operações suspeitas na compra e venda de bens em nome do líder da igreja, Edir Macedo, e outras nove pessoas acusadas de desviar o dinheiro das doações.__________________________________________________________________________________________________________________________ Segundo a Justiça, a Igreja Mundial tem dezenas de templos ameaçados de fechar por ordens de despejo. Ao mesmo tempo, o apóstolo Santiago fica cada vez mais rico. Foi no município de Santo Antônio de Leverger, em Mato Grosso, que o apóstolo Valdemiro virou dono de várias fazendas, uma ao lado da outra. Juntas, elas formam uma imensa propriedade, de dar inveja aos homens mais ricos do país. São mais de 26 mil hectares, o equivalente a 13,4 mil estádios do Maracanã. Um problema crônico que acompanha a maioria dos líderes evangélicos que pregam a "teologia da prosperidade" O que escandaliza e é reprovado por todos é quando os líderes das igrejas extrapolam os limites do bom senso Não há nada de errado em um líder ter um bom automóvel para se locomover, uma boa casa onde possa estar com sua família e preparar seus estudos e pregações, estar bem trajado, receber da igreja um salário mensal para suprir suas despesas pessoais. Como também não há nada de errado se construir uma igreja (prédio) para as pessoas se encontrarem e prestar culto a Deus. O que escandaliza e é reprovado por todos é quando os líderes das igrejas extrapolam os limites do bom senso, do equilíbrio e praticam os extremos chamados de OSTENTAÇÃO NA VIDA PESSOAL E DA IGREJA, LUXO, GANÂNCIA, RIQUEZA DESMEDIDA, POLITICAGEM, LUCRO COM DINHEIRO DAS OFERTAS E DÍZIMOS, CONSTRUÇÕES FARAÔNICAS, BUSCA DE PODER TERRENO, EXTRAVAGÂNCIA ESSES É O QUE DIZEM DE BOCA CHEIA ESTAREM SALVOS! OBs: Não estou julgando, longe da minha pessoa fazer isso , ate porque não tenho esse poder, só Deus. Renato Moraes

sexta-feira, 23 de março de 2012

Mais actual que nunca! Homenagem a Chico Anysio.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------FAÇA A COMPARAÇÃO E VEJA A COINCIDÊNCIA.________________________________________________________________________________________________________-

A prosperidade, e o fim do poço: O pseudo evangelho mostrando sua real face .

Quem assistiu o Conexão Repórter
do SBT ONTEM, ficou atónito com o teor da reportagem. O sagrado nome de DEUS sendo levado a o mais baixo nível. _____________________________________________________________________________________________________________________________ CHAMADA PARA A REPORTAGEM: Neste momento, às 21:15 hs, o SBT está passando uma reportagem sobre o Pastor Marcos Pereira, famoso por expulsar demônios de criminosos no Rio de Janeiro. O Pastor Marcos exerce o ministério pastoral na Assmebleia de Deus dos Últimos Dias. No Conexão Repórter desta quinta, 05 de agosto: para alguns, um líder. Um homem com um dom especial: o de limpar a alma de homens violentos. Para outros, carrega diversas acusações. O polêmico personagem comanda um império de 4 unidades e 700 membros, mais do que isso, e é apontado como líder espiritual dos principais bandidos do Rio de Janeiro. Uma posição que rende privilégios e também pressões. Por que ele é o único que tem livre acesso nos morros e favelas cariocas? Qual o segredo para que ele consiga frequentar rodas de traficantes e bandidos destemidos? Durante dias convivemos com ele. Registramos como invade bailes funks em morros dominados pelo tráfico. Tudo é acompanhado de perto por Roberto Cabrini. Nossas câmeras registram as imagens de homens armados que se rendem às suas ordens. O programa vai desvendar o perfil de quem ganhou o status de homem que trava a luta do bem contra o mal. Mais informações no site do SBT.
Os dois Jogam na abominável equipe da prosperidade______________________________________________________________________________________________________________________PARA MEDITAR:Jesus condenou, a banalização do sagrado quando expulsou os vendilhões do templo. Eles queriam fazer do templo, um covil de salteadores; do púlpito, um balcão de negócios; do evangelho, um produto de mercado e dos adoradores, consumidores de seus produtos. O livro de Samuel, outrossim, denuncia esse mesmo pecado. O povo de Israel estava em guerra contra os filisteus, pensando que Deus estava do lado deles, mesmo quando seus sacerdotes estavam em pecado. Porém, quatro mil israelitas caíram mortos na batalha, porque o ativismo não substitui santidade. O povo, em vez de arrepender-se, mandou buscar a arca da aliança, símbolo da presença de Deus. Quando a arca chegou, houve grande júbilo e o povo de Israel celebrou vigorosamente a ponto de fazer estremecer o arraial do inimigo, mas uma derrota ainda mais fatídica foi imposta a Israel e trinta mil soldados pereceram, os sacerdotes morreram e a arca foi tomada pelos filisteus. Renato Moraes

quinta-feira, 22 de março de 2012

Jovem radialista Igor Belchior silencia uma brilhante carreira após intensa luta

Jovem radialista Igor Belchior silencia uma brilhante carreira após intensa luta
Fico comovido , que Deus na sua infinita bondade der conforto e paz ao pais e familiares do Igor.
______________________________________________________________________________________________________________________________________ Agora, eu pergunto aos missionários, bispos, profetas e apóstolos da[ Prosperidade]; Será que o Igor não tinha fé nem os milhares de irmão que oraram por ele?

 Eclesiastes 12:7 nos diz que isto é o que acontece no fim da vida física: “O pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu”.
Renato Moraes

E TUDO TE SERÁ ACRESCENTADO- PAULO JUNIOR

MENSAGEM DO DIA 28-FEVEREIRO-2012
“Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas”. Mateus 6:33 Quero trazer aos amados irmãos nesse dia uma mensagem de consolo, esperança e fé, mas também doutrinária e de disciplina. Graças a Deus por sermos cristãos! Fomos chamados por Cristo – através de Sua graça – ao arrependimento e a fé, fomos comprados por bom preço, perdoados de nossos pecados e transformados em novas criaturas e, tudo isso, absolutamente pela graça de Deus. Nos tornamos forasteiros e peregrinos nessa terra! Eu, juntamente com você, que professamos a mesma fé, estamos apenas de passagem nesse mundo, esperando a bem-aventurada aparição de Cristo, que finalmente nos levará para a glória: o que acredito esperarmos ardentemente. Mas o fato é que até que isso ocorra pode levar um tempo, de maneira que necessitaremos aguardar a consumação dos séculos, convivendo na esfera terrena, ou seja, o fato de no futuro sermos cidadãos dos céus não nos priva de, no presente, sermos cidadãos da terra. Isso quer dizer que somos pessoas normais: ficamos doentes, temos dívidas, crises familiares e somos sujeitos aos desastres naturais como todos os homens. Nós também temos nossas necessidades básicas e diárias, e até mesmo aquelas urgências que fogem do nosso poder, como situações totalmente insolúveis, que dependem de um milagre – e somente um milagre as pode resolver! Eu gostaria de dizer a você que Deus pode trazer solução a tais problemas. Ele pode suprir nossas necessidades, mesmo as mínimas e mais insignificantes, e até milagres podem ser operados em sua vida. Porém eu quero te ajudar a compreender como isso funciona. Vejo hoje dezenas e centenas de cristãos que estão há anos e até décadas na Igreja do Senhor e sempre estão sofrendo embaraços: vivem doentes, endividados, com seus lares divididos, não alcançam progresso espiritual, não conseguem desempenhar um ministério e sofrem profunda derrota contra o pecado. Por que isso ocorre, mesmo que sejam frequentadores assíduos dos cultos? Existe uma razão para isso: Deus, quando abençoa uma pessoa, seja qual for a benção – mínima ou até um milagre – opera tudo pela Sua graça. O simples respirar é uma dádiva da graça de Deus, não é mérito nosso. Mas para que essa graça nos alcance, Deus mesmo estabeleceu princípios para o homem se submeter, acatar e obedecer. Quando o homem assim faz, essa graça é operada. No texto citado de Mateus 6.33 isso está bem claro. Jesus começou falando sobre a solicitude da vida, explanando nesse texto todas as necessidades cotidianas que os homens possuem: comida, vestimentas, remédios, e isso também compreende trabalho, enfermidades, bênçãos e milagres – que para Ele são apenas detalhes de nossa vida. O próprio Deus é quem diz para não andarmos ansiosos quanto a essas coisas, ou seja, não darmos tanta ênfase, porque essas coisas facilmente podem ser acrescentadas por Seu poder. Ele está dizendo que todas – eu disse todas – as nossas necessidades podem ser supridas por Deus, mas no versículo 33 Ele ensinou o princípio fundamental para que isso ocorra, que é: “Buscai em primeiro lugar o reino de Deus, e a Sua justiça (…)”. Para que tenhamos as respostas de oração, para que as coisas nos sejam acrescentadas, para que milagres ocorram em nossa vida, temos que buscar em primeiro lugar o Seu reino, isto é, dar prioridade em fazer a vontade de Deus. Procurar viver e trabalhar de modo a observar diligentemente os preceitos de Deus, que são revelados na Palavra. Esse é o dever de todo cristão: viver com os olhos e o coração voltados para a eternidade, aplicar cada conceito bíblico em nossa vida diária, enfim, fazer tudo que compreende buscar em primeiro lugar o reino de Deus. Como eu posso fazer isso na prática? Você deve conhecer a vontade de Deus (“seu Reino e sua Justiça”), através do conhecimento das Escrituras. Uma vez conhecendo essa vontade, você deve aplica-la em cada área de sua vida. Por exemplo: saber o que Deus exige de um pai cristão e aplicar isso. Saber o que ele exige de uma esposa cristã e aplicar isso. Saber como me vestir, falar, me posturar na sociedade, saber o que devo pensar, como devo usar meu dinheiro, como lidar com os meus inimigos e aplicar detalhadamente isso na minha vida à luz das Escrituras. Também saber como me posicionar diante de Deus como cristão, tendo temor, reverência a Deus, fazendo ou deixando de fazer tudo para Sua glória. Assim fazendo, estarei buscando em primeiro lugar Seu Reino e a Sua justiça. Esse é o nosso dever, ou pelo menos deveria ser. Aquilo que consome nosso coração, sem imposição ou esperar algo em troca – como uma barganha – mas por amor a um Deus que por mim tudo executa! Portanto, o que ocorre com um cristão que procura e busca em primeiro lugar o Reino de Deus? Aqueles “detalhes” que Cristo pronunciou anteriormente – que são as nossas necessidades diárias, que tanto nos afligem – nos são automaticamente acrescentadas. É como costumo dizer: as bênçãos de Deus não são resultado de campanhas ou de implorarmos a Deus, mas são frutos colhidos de uma vida obediente. Como está escrito no Salmo 37.4: “Agrada-te do Senhor, e Ele satisfará os desejos do teu coração”. Esses são os princípios que o Senhor estabeleceu para sermos abençoados, termos livramentos e vermos a operação Dele em situações irreversíveis. Parecem ser simples, não é? Mas é exatamente isso! Dirijo-me agora a você que está passando tantas necessidades e dificuldades – mesmo estando dentro da casa de Deus – quero dizer que isso não é suficiente: ser batizado, tomar Ceia ou mesmo participar de cultos poderosíssimos. De fato isso não resultará em muita coisa. Você precisa obedecer a Palavra de Deus e os princípios que Ele estabeleceu para as bênçãos Dele te alcançarem. Para que isso ocorra, o princípio que te ensino hoje é: busque em primeiro lugar – de todo seu coração, detalhadamente – o Reino de Deus e tudo que concerne a Ele, assim você estará fazendo a vontade de Deus e, no Seu tempo, debaixo da soberania de Deus, cada necessidade sua será suprida, em glória, por Cristo Jesus (Fp 4.19). Paulo Junior.

Paulo e O evangelho da prosperidade

Os cristãos de Corinto eram muitas vezes arrogante por causa dos grandes presentes espirituais que haviam recebido. Paul perguntou-lhes: "Quem te faz diferente? O que você tem que você não tenha recebido? Agora, se o recebeste, por que você glória como se você não recebê-la "(1 Cor. 4:7) O Corinthians não tinha nenhuma razão para se orgulhar já que todos os dons sobrenaturais eram apenas isso" dons sobrenaturais. "Eles não tinha feito nada para merecer essas dádivas. No entanto, Paulo os acusou de reinar como reis. Ele então delineou o que ele e os outros apóstolos tiveram que suportar por causa de Cristo. "Porque eu acho que Deus tem colocado diante de nós os apóstolos passado, como que foram sentenciados à morte: porque nos tornamos espetáculo ao mundo, e aos anjos e aos homens "(1 Coríntios 4:9.). Deveria ser óbvio, o ensino de Paulo neste versículo que o chamado "evangelho da prosperidade" nunca entrou no pensamento de Paulo. Os apóstolos da morte regularmente confrontados e não a prosperidade financeira para pregar que Jesus Cristo era o Filho de Deus. Paulo afirma que ele e os apóstolos outros foram "feitos espetáculo ao mundo, e t o anjos e aos homens." A palavra "espetáculo" é uma tradução do grego theatron da qual deriva a nossa palavra "teatro". Em seu conjunto de livros acadêmicos, Word Pictures no Novo Testamento (Nashville: Broadman Press, 1931), o Dr. AT Robertson escreve sobre o uso de Paulo da theatron grego: "A palavra, como o nosso teatro, o local do show (Atos 19:29, 31) Então, isso significa que o espetáculo. mostrado lá "(volume 4, p. 107). Comentário Dr. FW Grosheide sobre a Primeira Epístola aos Coríntios (Grand Rapids:. Wm B. Eerdmans Publishing Company, 1953), apropriadamente diz: "Os apóstolos são feitos um espetáculo, porque todo mundo olhou para eles uma vez que existe algo peculiar sobre eles Este se refere ao costume da Antiguidade em que muitas pessoas felizes. no sofrimento dos escravos, criminosos e pessoas conquistadas "(p. 107). Usamos a palavra "espetáculo" da mesma forma. Pode-se dizer sobre um político que tem se comportado de maneira tola, "Ele fez um espetáculo de si mesmo", pelo qual na maioria das vezes quer dizer, "Ele fez papel de bobo." Eu não arbitrariamente escolher a palavra "idiota". Paulo usa essa palavra de si mesmo e seus companheiros pregadores do evangelho. Por favor, ouça Paulo. "Nós somos loucos por amor de Cristo, mas vocês são sábios em Cristo, somos fracos, mas você é forte, você é honesto, mas que são desprezados" (1 Coríntios 4:10.). Paulo não acreditava que ele e seus companheiros de trabalho na vinha do Senhor eram tolos, mas que é como o mundo pensava deles no primeiro século e da forma como muitas pessoas seculares em nosso dia pensar em pessoas devotas de religiões. Paul era fraco e desprezado do ponto de vista do mundo e mesmo fraco aos olhos dos membros da igreja do mundo. Mas aos olhos de Deus, ele foi um dos maiores missionários e pregadores que já viveu. Como você pode entender dessa passagem, que o mundo pensa do povo de Deus eo que Deus pensa de nós são completamente diferentes. Cujo julgamento deve nós confio em matéria de os tais homens infinitas e infalível de Deus ou finitas e falíveis? Paul esboçou o que ele teve de suportar para a causa de Cristo. "Para a presente hora, sofremos fome, e sede, e estamos nus, e recebemos bofetadas, e não temos morada certa" (1 Cor. 4:11). Paul não só tinha sofrido privação no passado, ele estava passando quando ele escreveu 1 Coríntios. Ele sabia em primeira mão, fome e sede. Houve vezes em seu ministério para o Senhor quando ele não passar fome e sede, mas houve momentos em que ele fez. Ele explicou que fato aos Filipenses. "Não digo isto em relação a querer, porque eu tenho aprendido em qualquer estado em que eu sou, estar contente Eu sei tanto como ser humilhado, e eu sei como abundam:. Toda parte e em todas as coisas estou instruído, tanto para ser completo e ter fome, tanto a ter abundância como a padecer necessidade "(Filipenses 4:11-12). Mas a fome ea sede não impediu Paulo de fazer o seu trabalho como pregador e como apóstolo. Por seu uso da palavra "nu", Paulo não quer dizer que ele não tinha roupa alguma. A palavra grega não quer dizer sem nenhuma roupa. Isso significa roupas escassas ou roupas inadequadas. Havia, sem dúvida, momentos de sua vida como um cristão quando Paulo não têm roupas suficientes para mantê-lo aquecido. Enquanto ele estava em uma prisão romana, ele instruiu Timóteo: "A capa que deixei em Trôade, quando você vier, traga consigo, e os livros, mas especialmente os pergaminhos" (2 Tm 4:13.). Você tem a impressão de assistir a qualquer um dos pregadores em Trinity Broadcasting Network que eles têm uma falta de roupas de frio? Avião Joyce Meyer jato de US $ 10.000.000, de seu marido $ 107.000 Mercedes Benz, sua casa de US $ 2.000.000 e casas de seus filhos $ 2.000.000 estão muito longe da pobreza abjeta Paulo. É possível Paul não era um pregador fiel? Talvez ele não abraçou a chamada "saúde e riqueza" evangelho. A verdade é muito simples: Paul não sangrar seus ouvintes em fazer dele um homem rico. Paulo diz que foi "golpeado" pela causa de Cristo. O kolaphizo palavra grega vem das kolophas palavra que significa punho. O verbo grego significa dar um golpe com o punho. Isso significa que os inimigos da cruz de fato atacaram Paul fisicamente? Ele explicou mais tarde para a mesma igreja: "São ministros de Cristo (Falo como um tolo) eu sou mais: em trabalhos muito mais abundantes, em faixas acima de medida, em prisões, muito mais, em muitas vezes mortes dos judeus cinco vezes. Eu recebi quarenta açoites menos um Três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei no abismo;. jornadas em muitas vezes, em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos dos meus compatriotas, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, perigos no deserto, em perigos do mar, em perigos entre falsos irmãos; em trabalhos e fadiga, em vigílias muitas vezes, em fome e sede, em jejuns muitas vezes, em frio e nudez "(2 Coríntios. 11:23-27). Você já ouviu algum dos pregadores da prosperidade ler e discutir esta passagem? Como eles podem harmonizar estas palavras com sua visão de que Deus quer que todos os seus filhos para ser saudável e rico? Na passagem de 2 Coríntios 11, Paulo menciona o fato de que ele tinha sido apedrejado um tempo. Lucas nos diz exatamente o que aconteceu naquela ocasião. "E veio alguns judeus de Antioquia e de Icônio que persuadiram o povo, e tendo apedrejaram a Paulo, arrastaram para fora da cidade, cuidando que estava morto" (Atos 14:19). E o que era grave pecado de Paulo que levou à sua lapidação? Se ele tivesse assassinado alguém ou dinheiro roubado? Ele curou um homem aleijado (At 14:8-10). Não parece que a cura de Paulo um homem coxo que nunca tinha andado e fielmente proclamar o evangelho de Cristo fez-lo financeiramente próspero. Ou talvez a promessa de prosperidade aplicada a todos exceto os apóstolos. Eles certamente não eram ricos. Além disso, a tradição diz que todos eles, exceto o apóstolo João morreu violentamente nas mãos dos inimigos de Deus. Em sua segunda carta a Timóteo, Paulo escreveu sobre "perseguições, aflições, que me aconteceram em Antioquia, em Icônio, em Listra; quantas perseguições sofri, mas de todas elas o Senhor me livrou Sim, e todos os que querem viver piedosamente. em Cristo Jesus serão perseguidos "(2 Tm. 3:11-12). Poderiam estas perseguições Paul previstos para filhos fiéis de Deus não incluem ter o suficiente para comer ou para vestir e ser privado de liberdade e até mesmo a vida? Paulo lembrou aos Tessalonicenses: "Porque vós, irmãos, conhecer a nossa entrada no-vos que não foi em vão: mas mesmo depois que tinha sofrido antes, e foram vergonhosamente suplicou, como você sabe, em Filipos, tivemos a confiança em nosso Deus para vos falar o evangelho de Deus com grande combate "(1 Tessalonicenses 2:1 -. 2). Harmonizar estas palavras com o evangelho da prosperidade exigiria uma grande quantidade de torcer o registro divino. E isso é exatamente o que os pregadores da prosperidade fazer. Poderiam ser torcer as escrituras para sua própria perdição (2 Pd. 3:16)? Será que ser saudável e rico têm precedência sobre a pregar todo o conselho de Deus? Para que Paul para pagar suas despesas de subsistência próprios e para ajudar a apoiar os homens que trabalhavam com ele na proclamação do evangelho, ele teve de trabalho, trabalhando com as próprias mãos (1 Cor. 4:12). A palavra "trabalho" (kopiao em grego) significa trabalhar para o ponto de exaustão. Sabemos que Paulo trabalhou com as próprias mãos. Enquanto ele estava fazendo o trabalho de missão em Corinto, ele permaneceu com Áquila e Priscila porque eram mesmo ofício, isto é, eram fabricantes de tendas (Atos 18:1-3). As barracas eram feitas de couro. Assim, o trabalho foi muito difícil. Paulo explicou aos anciãos de Éfeso: "cobicei prata de ninguém, nem ouro, nem vestes Sim, vós mesmos sabeis que estas mãos servia minhas necessidades, e para eles que estavam comigo que eu lhe mostrei todas as coisas.. , como que, trabalhando assim, você deve ajudar os fracos, e recordar as palavras do Senhor Jesus, como ele disse, é mais abençoado dar do que receber "(Atos 20:33-35). Se Paulo tivesse tido acesso a rede nacional de televisão, como os pregadores da prosperidade não, ele não teria que trabalhar tão duro para ele e para os outros. Ele poderia simplesmente ter dito: "Envie-me cem dólares e receberá mil dólares em troca Ou me enviar US $ 1.000 e você receberá 100.000 dólares como resultado da fé de sementes que você plantou.". Essas promessas são, sem apoio bíblico e um insulto a Deus e aos ouvintes. The Birmingham News (26 de setembro, 2004) fornece um exemplo de como algumas pessoas mal foram feridos pelas promessas ridículas dos pregadores da prosperidade. Um aposentado e veterano da guerra do Vietnã com deficiência era-foi enganado a acreditar que ele seria abençoado financeiramente se ele enviou dinheiro para alguns dos pregadores TBN. Ele doou US $ 6.000 de seu benefício de invalidez. Ele não recebeu nenhum dos benefícios que ele esperava. Então soube que TBN havia comprado uma mansão de Newport com vista para o Oceano Pacífico. Ele solicitou que TBN retornar seu dinheiro. Ele disse: "Eu quero recuperar o meu dinheiro suado Enviei essas pessoas desprezíveis". Paul Crouch Jr., que trabalha com TBN, diz que os críticos ignoram o grande trabalho da rede faz, trazendo a palavra de Deus para milhões de pessoas ao redor do mundo. Ele acha que é lamentável que "o evangelho da prosperidade é um pára-raios para o corpo de Cristo. Não é o que impulsiona TBN "(p. 12-A). Existem alguns problemas muito sérios com Paul Crouch, Jr. 's declarações de The Birmingham News. Os artistas sobre esses programas, incluindo Paul Crouch, Jr.' s próprio pai , Benny Hinn, Kenneth Copeland, Gloria Copeland e muitos outros continuamente salientar as recompensas financeiras de contribuir para seus ministérios. Eles sabem que não estão sendo honestos com seus ouvintes. Eles sabem que centenas de milhares de pessoas dão para o programa e não recebem financeira benefícios de sua doação. Nas palavras de Paul Crouch Jr., muitos críticos podem ignorar "o fato de que a rede tem usado contribuições dos espectadores para trazer a palavra de Deus para milhões de pessoas." Mas isso não é o ponto de seus ministérios. Eles constantemente prometer prosperidade financeira, mas eles não estão a cumprir as suas promessas e eles sabem que não estão entregando. Imagine o que aconteceria a um banco ou uma companhia de seguros que prometia um retorno de mil por cento dos seus investimentos. Os policiais que transportá-los para a prisão quando eles falharam e eles não cem por cento do tempo. Nenhuma empresa de investimento faria essas promessas ridículas. Os grupos religiosos podem violar as escrituras, arruinar as famílias por garantias infundadas de prosperidade financeira e não ser responsabilizados por suas práticas sem escrúpulos. Se não temos igrejas e outros grupos religiosos para um padrão mais elevado do que nós de outras organizações? Será que as ações de grupos como TBN responsável pela descrença que caracteriza tantos americanos? Temos centenas de pessoas e igrejas que, regularmente, contribuem para a Hora do Evangelho Internacional. Fazemos as seguintes promessas para aqueles contribuintes graciosas: "Nós prometemos a pregar a verdade, toda a verdade e nada além da verdade Também prometemos que vamos pregar o evangelho em amor.". Se nós não acreditamos que nossos colaboradores e nossos ouvintes poderiam prosperar de nossos programas, não estaríamos no ar. O apóstolo João escreveu: "Amado, desejo que todas as coisas que você pode prosperar e estar em boa saúde, assim como seus prospera alma" (3 João 2). Se João tinha em mente a prosperidade financeira, a sua oração não foi respondida em centenas de milhares de casos, no primeiro século e nos séculos posteriores. Na verdade, a sua oração não para o apóstolo Paulo, como estamos aprendendo a partir de 1 Coríntios 4 e de outras passagens. Paul Crouch, Jr. diz que é "lamentável que" o evangelho da prosperidade é um pára-raios para o corpo de Cristo. Não é o que impulsiona RTE. "Você poderia ter me enganado. Os donos da rede e muitos dos pregadores em da rede fizeram o evangelho da prosperidade um pára-raios. Eles são os únicos que enfatizam em praticamente todos os programas a prosperidade financeira dos contribuintes para a rede vai gostar. Os críticos da saúde e da riqueza do evangelho, incluindo o seu não-falante são os que inventaram a idéia. Estamos simplesmente respondendo ao ensino que traz vergonha e opróbrio sobre o nome de Cristo. Milhões de pessoas podem ser permanentemente desligado à causa de Cristo pela pregação estranha tal. Aliás, muitos dos críticos mais severos TBN são pregadores pentecostais. DR McConnell, um graduado da Universidade Oral Roberts em Tulsa, Oklahoma, escreveu um excelente livro com o título, A Different Gospel (Peabody, MA: Hendricksen Publishers, Inc., 1995). O livro pretende fornecer "um olhar corajoso e revelador sobre a base bíblica e histórica do movimento Palavra de Fé" (capa do livro). O livro inclui uma crítica do evangelho da prosperidade pelo Dr. Gordon Fee, um estudioso altamente respeitado Pentecostal. Por favor, ouça a avaliação do Dr. de Fee do evangelho da prosperidade. "O cristianismo americano está rapidamente sendo infectado por uma doença insidiosa, o chamado" riqueza e saúde "Evangelho-embora tenha muito pouco do caráter do Evangelho no-lo. Em suas formas mais descaradas ... ele simplesmente diz: ' Servir a Deus e ficar rico. ".... Em sua mais respeitável, mas perniciosa-forma que constrói catedrais de cristal quinze milhões de dólares para a glória de afluente subúrbio cristianismo" (p. 169). McConnell cita Kenneth Hagin, um dos gomas de liderança no movimento evangelho da saúde e da riqueza, dizendo que Deus quer libertar seu povo da pobreza. "Ele quer que seus filhos para comer o melhor, Ele quer que eles vestem a melhor roupa, Ele quer que eles para dirigir os melhores carros, e Ele quer que eles tenham o melhor de tudo." Preço de Fred, outro dos candidatos a prosperidade, diz o "Kids rei deveria conduzir Rolls Royces" (p. 174). Pelo que a prosperidade pregadores do evangelho ensinar, você começa a impressão de que o grande apóstolo Paulo era um de segunda classe ou talvez um cidadão de terceira classe no reino dos céus? Não há evidência de que Paulo prosperou financeiramente ou que sua saúde era perfeita. Ele teve que trabalhar com suas próprias mãos para manter o lobo longe da porta. Quando os inimigos do cristianismo injuriaram, os abençoou. Quando eles perseguiram o nome de Cristo, ele suportou isso por causa do evangelho (1 Cor. 4:12). Onde Paulo aprender a abençoar aqueles que o injuriaram e para suportar as perseguições? Peter escreveu a respeito exemplo de nosso Senhor: "Pois nem mesmo assino você estava chamados, pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos um exemplo, que você deve seguir os seus passos: que não cometeu pecado, nem dolo algum se achou em sua boca: quem, quando ele foi insultado, não insultado novamente, quando ele sofreu, ele não ameaçava, mas entregava-se àquele que julga justamente "(1 Pedro 2:21-23.). Paul foi muitas vezes acusado de crimes hediondos contra o povo judeu e contra a humanidade em geral. Ele foi difamado, mas ele suplicou a Deus para os seus perseguidores. Agora, por favor ouvir palavras muito perturbadoras de Paulo: "Somos feitos como o lixo do mundo, e são a escória de todas as coisas até este dia" (1 Coríntios 4:13.). Exceto para a influência de nosso Senhor Jesus Cristo, a influência do apóstolo Paulo quase sido indiscutivelmente o mais benéfico para a humanidade de qualquer um dos servos de Deus na história da humanidade. Como alguém poderia ser tão mal como a tratá-lo como "a sujeira do mundo?" Dr. AT Robertson conjunto de livros, figuras de linguagem no Novo Testamento (Nashville: Broadman imprensa, 1931), diz que a palavra "sujeira" se refere a varridos, lavagens e limpezas em torno, a poeira do chão "Ele diz que a palavra" escória. "significa que o raspar de lixo (volume 4, p. 109). Quando são criticados por sua devoção à causa de Cristo, quando você é chamado um tolo ou um idiota por sua fé, você está em boa companhia. Os inimigos de Cristo o acusavam de ser possuído por demônios. Nem Cristo, nem Paulo teria se encaixam no "evangelho da prosperidade" chamado movimento. Nas palavras de DR McConnell, o evangelho da prosperidade é "outro evangelho". Pregando um evangelho diferente vai trazer as maldições de Deus sobre as cabeças daqueles que fazê-lo (Gl. 1:8-9). Winford Claiborne A Hora do Evangelho Internacional PO Box 118 Fayetteville, TN 37334 ------------------------------Tradutor Google

quarta-feira, 21 de março de 2012

Mais famoso megatemplo evangélico é vendido para a Igreja Católica para pagar dívidas

A megaigreja Catedral de Cristais, dirigida pelo primeiro televangelista norte-americano conhecido mundialmente, Robert H. Schuller, está passando por uma crise financeira sem precedentes, e precisou pedir recuperação judicial, uma maneira de evitar a falência completa da organização.Ao anunciar a chamada concordata, a igreja foi obrigada a revelar as despesas que a levaram a se endividar, e entre os motivos, estavam os altos salários dos parentes do pastor Schuller, que ocupavam cargos remunerados na direção da igreja. Em Julho de 2011 a Diocese católica de Orange County se inscreveu na Justiça para comprar o templo de cristal, sede da megaigreja, oferecendo o valor de US$ 57,5 milhões. Na proposta, a diocese católica também oferecia o prazo de três anos para que a denominação do pastor Robert Schuller desocupasse o local, dando assim, chance de que a igreja recuperasse suas finanças e encontrasse um novo local para suas celebrações. No último mês de Fevereiro, a Justiça aceitou a proposta de compra da igreja católica, que agora é dona de um dos mais belos e importantes megatemplos construídos por uma igreja evangélica na história dos Estados Unidos. Após a divulgação do escândalo, boa parte dos fiéis abandonou a igreja e as arrecadações que em Dezembro de 2010 eram de US$ 7,3 milhões, caíram para US$ 2,3 milhões. A perda de receita de mais de 70% fez com que não só membros, mas também pastores auxiliares, abandonassem a igreja e passassem a fundar suas próprias denominações independentes. O pastor Robert Schuller e sua esposa, que ocupavam os principais cargos na direção da igreja, renunciaram no último fim de semana e a família dele entrou com um processo requerendo indenização da igreja no valor de US$ 12,5 milhões, referentes a direitos trabalhistas, propriedade intelectual e infrações de direitos autorais. Segundo o blog “O contorno da sombra”, o caso é curioso, pois eles mesmos eram os administradores da igreja, e os especialistas jurídicos apontam a iniciativa como uma manobra para atrasar o processo judicial. Fonte: Gospel+

Atenção Evangélicos, se por ventura queres fazer uma oferta abençoada, ai vai umas dicas:

APAE
Ou: Procure na Região que você mora asilo, instituição que cuida de crianças abandonadas, hospital que trata pacientes com câncer, instituição que cuida de deficientes visual e com sindrome de down entre outros.__________________________________________________________________________________________________________________________Sabemos que só a caridade não salva o homem, mais sem ela é impossível ter a salvação; _______________________________________________________________________________________________________________________________ O de que precisa o Espírito para ser salvo. Parábola do bom samaritano. 1. Ora, quando o filho do homem vier em sua majestade, acompanhado de todos os anjos, sentar-se-á no trono de sua glória; - reunidas diante dele todas as nações, separará uns dos outros, como o pastor separa dos bodes as ovelhas, - e colocará as ovelhas à sua direita e os bodes à sua esquerda. Então, dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: vinde, benditos de meu Pai, tomai posse do reino que vos foi preparado desde o princípio do mundo; - porquanto, tive fome e me destes de comer; tive sede e me destes de beber; careci de teto e me hospedastes; - estive nu e me vestistes; achei-me doente e me visitastes; estive preso e me fostes ver. Então, responder-lhe-ão os justos: Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer, ou com sede e te demos de beber? - Quando foi que te vimos sem teto e te hospedamos; ou despido e te vestimos? - E quando foi que te soubemos doente ou preso e fomos visitar-te? - O Rei lhes responderá: Em verdade vos digo, todas as vezes que isso fizestes a um destes mais pequeninos dos meus irmãos, foi a mim mesmo que o fizestes. Dirá em seguida aos que estiverem à sua esquerda: Afastai-vos de mim, malditos; ide para o fogo eterno, que foi preparado para o diabo e seus anjos; - porquanto, tive fome e não me destes de comer, tive sede e não me destes de beber; precisei de teto e não me agasalhastes; estive sem roupa e não me vestistes; estive doente e no cárcere e não me visitastes. Também eles replicarão: Senhor, quando foi que te vimos com fome e não te demos de comer, com sede e não te demos de beber, sem teto ou sem roupa, doente ou preso e não te assistimos? - Ele então lhes responderá: Em verdade vos digo: todas a vezes que faltastes com a assistência a um destes mais pequenos, deixastes de tê-la para comigo mesmo. E esses irão para o suplício eterno, e os justos para a vida eterna. (S. MATEUS, cap. XXV, vv. 31 a 46.) . Então, levantando-se, disse-lhe um doutor da lei, para o tentar: Mestre, que preciso fazer para possuir a vida eterna? - Respondeu-lhe Jesus: Que é o que está escrito na lei? Que é o que lês nela? - Ele respondeu: Amarás o Senhor teu Deus de todo o coração, de toda a tua alma, com todas as tuas forças e de todo o teu espírito, e a teu próximo como a ti mesmo. - Disse-lhe Jesus: Respondeste muito bem; faze isso e viverás. Mas, o homem, querendo parecer que era um justo, diz a Jesus: Quem é o meu próximo? - Jesus, tomando a palavra, lhe diz: Um homem, que descia de Jerusalém para Jericó, caiu em poder de ladrões, que o despojaram, cobriram de ferimentos e se foram, deixando-o semimorto. - Aconteceu em seguida que um sacerdote, descendo pelo mesmo caminho, o viu e passou adiante. -Um levita, que também veio àquele lugar, tendo-o observado, passou igualmente adiante. - Mas, um samaritano que viajava, chegando ao lugar onde jazia aquele homem e tendo-o visto, foi tocado de compaixão. - Aproximou-se dele, deitou-lhe óleo e vinho nas feridas e as pensou; depois, pondo-o no seu cavalo, levou-o a uma hospedaria e cuidou dele. - No dia seguinte tirou dois denários e os deu ao hospedeiro, dizendo: Trata muito bem deste homem e tudo o que despenderes a mais, eu te pagarei quando regressar. Qual desses três te parece ter sido o próximo daquele que caíra em poder dos ladrões? - O doutor respondeu: Aquele que usou de misericórdia para com ele. - Então, vai, diz Jesus, e faze o mesmo. (S. LUCAS, cap. X, vv. 25 a 37.) 3. Toda a moral de Jesus se resume na caridade e na humildade, isto é, nas duas virtudes contrárias ao egoísmo e ao orgulho. Em todos os seus ensinos, ele aponta essas duas virtudes como sendo as que conduzem à eterna felicidade: Bem-aventurados, disse, os pobres de espírito, isto é, os humildes, porque deles é o reino dos céus; bem-aventurados os que têm puro o coração; bem-aventurados os que são brandos e pacíficos; bem-aventurados os que são misericordiosos; amai o vosso próximo como a vós mesmos; fazei aos outros o que quereríeis vos fizessem; amai os vossos inimigos; perdoai as ofensas, se quiserdes ser perdoados; praticai o bem sem ostentação; julgai-vos a vós mesmos, antes de julgardes os outros. Humildade e caridade, eis o que não cessa de recomendar e o de que dá, ele próprio, o exemplo. Orgulho e egoísmo, eis o que não se cansa de combater. E não se limita a recomendar a caridade; põe-na claramente e em termos explícitos como condição absoluta da felicidade futura. No quadro que traçou do juízo final, deve-se, como em muitas outras coisas, separar o que é apenas figura, alegoria. A homens como os a quem falava, ainda incapazes de compreender as questões puramente espirituais, tinha ele de apresentar imagens materiais chocantes e próprias a impressionar. Para melhor apreenderem o que dizia, tinha mesmo de não se afastar muito das idéias correntes, quanto à forma, reservando sempre ao porvir a verdadeira interpretação de suas palavras e dos pontos sobre os quais não podia explicar-se claramente. Mas, ao lado da parte acessória ou figurada do quadro, há uma idéia dominante: a da felicidade reservada ao justo e da infelicidade que espera o mau. Naquele julgamento supremo, quais os considerandos da sentença? Sobre que se baseia o libelo? Pergunta, porventura, o juiz se o inquirido preencheu tal ou qual formalidade, se observou mais ou menos tal ou qual prática exterior? Não; inquire tão-somente de uma coisa: se a caridade foi praticada, e se pronuncia assim: Passai à direita, vós que assististes os vossos irmãos; passai à esquerda, vós que fostes duros para com eles. Informa-se, por acaso, da ortodoxia da fé? Faz qualquer distinção entre o que crê de um modo e o que cru de outro'? Não, pois Jesus coloca o samaritano, considerado herético, mas que pratica o amor do próximo, acima do ortodoxo que falta com a caridade. Não considera, portanto, a caridade apenas como uma das condições para a salvação, mas como a condição única. Se outras houvesse a serem preenchidas, ele as teria declinado. Desde que coloca a caridade em primeiro lugar, é que ela implicitamente abrange todas as outras: a humildade, a brandura, a benevolência, a indulgência, a justiça, etc., e porque é a negação absoluta do orgulho e do egoísmo. O mandamento maior 4. Mas, os fariseus, tendo sabido que ele tapara a boca aos saduceus, se reuniram; e um deles, que era doutor da lei, foi propor-lhe esta questão, para o tentar: -Mestre, qual o grande mandamento da lei? - Jesus lhe respondeu: Amarás o Senhor teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu espírito. - Esse o maior e o primeiro mandamento. - E aqui está o segundo, que é semelhante ao primeiro: Amarás o teu próximo, como a ti mesmo. - Toda a lei e os profetas se acham contidos nesses dois mandamentos. (S. MATEUS, cap. XXII, vv. 34 a 40.) 5. Caridade e humildade, tal a senda única da salvação. Egoísmo e orgulho, tal a da perdição. Este princípio se acha formulado nos seguintes precisos termos: "Amarás a Deus de toda a tua alma e a teu próximo como a ti mesmo; toda a lei e os profetas se acham contidos nesses dois mandamentos." E, para que não haja equívoco sobre a interpretação do amor de Deus e do próximo, acrescenta: "E aqui está o segundo mandamento que é semelhante ao primeiro" , isto é, que não se pode verdadeiramente amar a Deus sem amar o próximo, nem amar o próximo sem amar a Deus. Logo, tudo o que se faça contra o próximo o mesmo é que fazê-lo contra Deus. Não podendo amar a Deus sem praticar a caridade para com o próximo, todos os deveres do homem se resumem nesta máxima: FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO. Necessidade da caridade, segundo S. Paulo 6. Ainda quando eu falasse todas as línguas dos homens e a língua dos próprios anjos, se eu não tiver caridade, serei como o bronze que soa e um címbalo que retine; -ainda quando tivesse o dom de profecia, que penetrasse todos os mistérios, e tivesse perfeita ciência de todas as coisas; ainda quando tivesse a fé possível, até o ponto de transportar montanhas, se não tiver caridade, nada sou. - E, quando houver distribuído os meus bens para alimentar os pobres e houvesse entregado meu corpo para ser queimado, se não tivesse caridade, tudo isso de nada me serviria. A caridade é paciente; é branda e benfazeja; a caridade não é invejosa; não é temerária, nem precipitada; não se enche de orgulho; - não é desdenhosa; não cuida de seus interesses; não se agasta, nem se azeda com coisa alguma; não suspeita mal; não se rejubila com a injustiça, mas se rejubila com a verdade; tudo suporta, tudo crê, tudo espera, tudo sofre. Agora, estas três virtudes: a fé, a esperança e a caridade permanecem; mas, dentre elas, a mais excelente é a caridade (S. PAULO, 1ª Epístola aos Coríntios, cap. XIII, vv. 1 a 7 e 13.) 7. De tal modo compreendeu S. Paulo essa grande verdade, que disse: Quando mesmo eu tivesse a linguagem dos anjos; quando tivesse o dom de profecia, que penetrasse todos os mistérios; quando tivesse toda a fé possível, até ao ponto de transportar montanhas, se não tiver caridade, nada sou. Dentre estas três virtudes: a fé, a esperança e a caridade, a mais excelente é a caridade. Coloca assim, sem equívoco, a caridade acima até da fé. É que a caridade está ao alcance de toda gente: do ignorante, como do sábio, do rico, como do pobre, e independe de qualquer crença particular. Faz mais: define a verdadeira caridade, mostra-a não só na beneficência, como também no conjunto de todas as qualidades do coração, na bondade e na benevolência para com o próximo. Renato Moraes -

O Evangelho em África : Paul K. Williams

Paul K. Williams Em tempos modernos, a primeira pregação do evangelho na África, que eu sei sobre foi quando HF foi curto para o sul da África em 1922. Ele e sua família foram para a Rodésia e lá permaneceu até sua morte, mais de 50 anos mais tarde. Seu filho, Foy curto, viveu e pregou lá até que ele foi para a América cerca de dez anos atrás. Foy continua a fazer da pregação viagens ao Zimbábue, que é o nome moderno para a Rodésia. Na África do Sul pregação começou por volta de 1949 com um programa de rádio patrocinado pela Igreja Central em Cleburne, no Texas. Um número de pregadores Americanos, em seguida, veio a África do Sul e igrejas foram estabelecidas em todo o país. Pregação foi feito em outros países da África Austral (Niassalândia [Malawi] e Rodésia do Norte [Zâmbia]). A divisão em institucionalismo ocorreu em meados dos anos 1960. Antigo HF (Papa) Curto era liberal, seu filho, Foy, era conservador. Assim, o padrão da divisão em os EUA foi seguido na África Austral. Actualmente, em África do Sul há pelo menos seis americano pregadores do evangelho e sete branco Sul Africano pregadores, juntamente com cerca de esse número de totalmente suportado negros sul-Africano pregadores. As igrejas em muitos lugares está entrando em um estado maduro, embora não há anciãos em nenhuma das igrejas. Alguns pregação está sendo feito na Namíbia, Botswana e Moçambique-bique, todos que fazem fronteira com a África do Sul A Nigéria é o outro país em África, onde uma grande quantidade de pregação do evangelho tem sido feito. Ao mesmo tempo ouvi uma estimativa de 30.000 cristãos naquele país. Durante os últimos 25 anos nenhum pregador do evangelho americano foi localizado lá, embora um número de irmãos ter ido lá para pregar viagens. Alguns anos atrás, Paulo Ayres e Alan Turner foi para o Quênia. Existem algumas igrejas fiéis no país agora. Eu não sei de pregar em outros países da África. Norte de África é solidamente muçulmano e pregação do evangelho é proibido. Eu não acho que existem igrejas do Senhor nos países que anteriormente eram colônias francesas ou belgas. Condições africanos África é um continente de pobres. Ele foi evangelizada por missionários denominacionais de modo que na maioria dos lugares a Bíblia é respeitado e as pessoas acreditam em Jesus. Mas eles costumam misturar suas religiões tradicionais (geralmente o culto de seus ancestrais) com a mensagem "cristã". Os missionários eram das denominações tradicionais europeias - Igreja da Inglaterra, Presbiteriana, Metodista, Luterana, Igreja Católica Romana - que eles estão bem representados na África. As denominações pentecostais apelar muito com sua promessa de milagres e dons espirituais. E as Testemunhas de Jeová, Adventistas do Sétimo Dia, e mesmo os mórmons estão ativamente ganhando convertidos. Algumas das maiores denominações indígenas são misturas de culto aos antepassados ​​ea adoração a Jesus. Culto aos antepassados ​​governa a vida da maioria dos africanos. Jovem converte quase sempre têm problemas de suas famílias que vêem seus filhos como traidores de sua cultura, quando eles deixam o culto aos ancestrais. A maioria das denominações tolerar culto ancestral entre os seus membros. A imoralidade sexual é a regra e não a excepção. As crianças são muitas vezes, talvez em geral, sexualmente ativos desde a época da puberdade. Muitos mais do que a metade de todas as crianças nascem para solteiras adolescentes em idade mães. Aids está se espalhando como fogo em conseqüência. As denominações tolerar seus membros que vivem em prostituição, e quando pregamos e reforçar a mensagem que os cristãos não devem se prostituírem, estamos em pé praticamente sozinho. Como o Evangelho se estende Por causa de sua pobreza e sede de conhecimento, os jovens gostam de escrever a correspondência curso bíblico. Quando nós colocamos tendas nas zonas rurais que migram para participar. A maioria dos que respondem ao evangelho são jovens. Existe uma percentagem de queda de distância grande. No entanto, há uma minoria que realmente dão suas vidas para Cristo e são fiéis em dia após dia. O resultado está crescendo igrejas na maioria das áreas. Assim como as novas igrejas nos tempos bíblicos necessários muitos ensinamentos e encorajamento e admoestação, por isso é na África. Parece que nunca haverá o suficiente ensino. Como grato a Deus por aqueles que vieram dos Estados Unidos para pregar aqui, e como grato a ver africanos crescendo de modo que eles estão se tornando fiéis e eficazes pregadores do evangelho. Mas, oh, muito precisa ser feito. Ore pela África. PO Box 324, Eshowe, 3815 África do Sul paulk@netactive.co.za

O quê uma Biblia Diz Sobre o Evangelho da PROSPERIDADE?

Resposta: No Evangelho da PROSPERIDADE, tambem conhecido Como uma Religião "Palavra da Fé", o fiel e encorajado uma USAR um Deus, enquanto A Verdade do Cristianismo Bíblico e justamente o contrario - Deus EUA o fiel. A Palavra da Fé OU Teologia da Prosperidade enxerga o Espírito Santo Como hum Poder Ser um USADO parágrafo QUALQUÉR Coisa Que o crente queira alcançar. O Movimento do Evangelho da Prosperidade Muito si Parece com uma ganancia Tão destrutiva Que infiltrou uma Igreja Primitiva. Paulo e OS OUTROS Apóstolos nao tentaram conciliar SUA Teologia com um dos Falsos mestres Que tentaram propagar tal Heresia. Eles identificaram OS Como mestres Falsos e perigosos e Muito encorajaram OS Cristãos uma Evita-los. Paulo advertiu Timóteo Sobre:. "Contendas de Homens corruptos de entendimento, e Privados da Verdade, Cuidando Que uma piedade SEJA Causa de ganho; Aparta-te dos Tais Mas OS Que querem Ser Ricos CAEM in Tentação, e in laço, e muitas los concupiscências loucas e nocivas, Que submergem OS HOMENS nd Perdição eletrônicos Ruína porqué O Amor AO DINHEIRO E a Raiz de Toda uma especie de sexo masculino;. Nessa. e cobiça alguns desviaram si só, da Fé, E SE traspassaram um Si mesmos Dores Com. muitas Mas tu , ó homem de Deus, Foge Destas Coisas, e Segue uma Justiça, uma piedade, uma Fé, o amor, uma paciência, uma Mansidão ". (1 Timóteo 6:5; 9-11) Paulo Disse Que avareza idolatria e (Efésios 5:5) e instruiu os crentes de Efésios OS evitarem uma QUALQUÉR Pessoa Que trouxesse UMA Mensagem de imoralidade OU avareza (Efésios 5:6-7). O ensino de PROSPERIDADE impedir Que Deus Trabalhe Sozinho, Quer DiZer, Deus nao e o Senhor de Tudo porqué nao marca Ele PoDE trabalhar comeu darmos uma marca Ele uma Autoridade parágrafo ASSIM Fazer. Fé, a Acordo de com uma doutrina da Palavra da Fé, nao e Confiança submissiva um Deus; Fé e Pela UMA Fórmula quali manipulamos como colares espirituais, como quais OS Professores da PROSPERIDADE acreditam Que governam o Universo. ASSIM Como o nome "Palavra da Fé" implicações, ESSE O Movimento Ensina ¿Qué de Fe E So de Uma Questão fazer ¿Qué dizemos, MAIS QUEM fazer ¿Qué in confiamos OU quais Verdades adotamos eletrônicos afirmamos Corações in nossos. Um Termo favorito não Movimento Palavra da Fé é "Confissão Positiva". Référé-SE AO ensino de Que Palavras temperatura Poder Criativo. O Que voce Diz, ASSIM OS mestres da Palavra da Fé afirmam, determinação Tudo o Que Acontece com voce. Confissões SUAS, especialmente OS favorecem Que voce Exige de Deus, devem servi afirmados positivamente e SEM QUALQUÉR Dúvida de Que Vão Acontecer. Entao Deus TEM uma Responsabilidade de responder um tal Pedido (Como si o Homem pudesse exigir QUALQUÉR Coisa de Deus!). Portanto, a habilidade de Deus de abençoar nsa supostamente depende da Nossa Fé. Tiago 4:13-16 Claramente contradiz ESSE ensinamento: "Eia ágora vos, Que dizeis: Hoje, OU Amanhã, iremos A Cidade tal, e la passaremos hum Ano, contrataremos eletrônicos, e ganharemos; Digo-vos nao sabeis Que o Que acontecerá Amanhã porqué, Opaco e um Vossa Vida e hum vapor Que aparece POR UM pouco, e depois si desvanece Em Lugar Do Que devíeis DiZer:.?. Se o senhor. quiser, e si vivermos, faremos ISTO OU Aquilo Mas ágora vos gloriais in vossas presunções; Toda uma tal Glória Como ESTA maligno é ". Longe de enfatizar uma importancia de riquezas, uma Biblia nsa adverte contra ir Atrás de Bens. Os crentes, principalmente OS Lideres da Igreja (1 Timóteo 3:3), devem si livrar do Amor AO DINHEIRO (Hebreus 13:5). O Amor Ao não desprezíveis DINHEIRO Leva um Varias Formas mal de (1 Timóteo 6:10). Jesus advertiu: "Acautelai-vos e guardai-vos da avareza; porqué a Vida de QUALQUÉR nao Consiste nd Abundância faça Que possui" (Lucas 12:15). Em grande com contraste à ênfase da Palavra da Fé los ganhar DINHEIRO e ter muitas posses Nessa Vida, Jesus Disse: "Nao ajunteis Tesouros na Terra, Onde um Traça ea ferrugem consomem Tudo, e Onde OS Ladrões roubam e MINAM" (Mateus 6:19 ). A Contradição irreconciliável Entre o ensino do Evangelho da PROSPERIDADE EO Evangelho do Nosso Senhor Jesus Cristo e resumido NAS Palavras de Jesus in Mateus 6:24: "Ninguém PoDE SERVIR alguns senhores do Dois; POIs odiará um hum e amara O Outro, OU SE dedicará uma hum e desprezará o Outro. Voces nao podem SERVIR um Deus e AO DINHEIRO ". http://www.gotquestions.org/

terça-feira, 20 de março de 2012

Paulo Junior - O que é ser cheio do Espirito Santo

O lobo mostra suas garras :2

Pr.Silas hora defende um, hora ataca outro, ta mais perdido que cego em tiroteio. Agora neste assunto uma coisa é certa(ELE TAMBÉM JOGA NESTE FAMIGERADO TIME)_Renato Moraes_____________________________________________________________________________________________________________________________Pr. Silas comenta o episódio envolvendo a guerra entre o Bispo Macedo e o Ap. Valdemiro Vou começar pelo fim. O resumo da historia é este: “o sujo falando do mau lavado”. Todos farinha do mesmo saco. O que me impressiona é que Edir Macedo, que já foi vítima de denúncias envolvendo enriquecimento ilícito e reportagens tendenciosas construídas para denegri-lo, feitas pela Rede Globo, principalmente entre os anos 90 e 95 (e que eu mesmo, várias vezes, no vigésima quinta hora, da Rede Record, os defendi), agora usa do mesmo expediente para atacar e denegrir um outro pastor, e com isto expor ao ridículo pastores e as Igrejas evangélicas. Por algum acaso a Rede Record, que está no nome dele, foi comprada com o dinheiro de quem? Foi comprada com ofertas do povo de Deus. A outra parte na questão, o Apóstolo Valdemiro, que por um bom tempo eu o julgava inocente, e que tinha boas intenções, no final descubro que é farinha do mesmo saco. Faz igualzinho ao que ele mesmo criticava. Compra espaço na tv que pertencia a outros, oferecendo mais dinheiro, o que aconteceu comigo. Há muito tempo vem debochando e ridicularizando o Macedo, e desdenhando das outras Igrejas, dizendo que a Igreja dele é que mais cresce no Brasil, e agora que a “batata” dele está assando, vem dar uma de espiritual, com aquele choro que já não convence a mais ninguém, em uma pseudo humildade dizendo: ” estou orando pelo Macedo, estou orando pela Igreja Universal”. Porque só agora esta fazendo isto? De 2 anos para cá tem incessantemente baixado o pau no Macedo e na Igreja Universal. O que eu lamento é que ambos possuem poder na mídia, mas não utilizam isso em prol do Reino de Deus, somente quando são seus interesses no Reino de Deus. O movimento gay quer interferir no lugar do culto, bem como criminalizar nossa pregação e eles não falam absolutamente nada. Quando você viu Macedo, ou Valdemiro defender alguma posição em relação à Igreja evangélica como um todo? Como diz a Bíblia, Deus não se deixa escarnecer, está tratando com os dois, e se bobearem vão se autodestruir. Para os mais novos na fé e os incautos, deixo uma palavra da Bíblia: É necessário que haja escândalo, mas ai daquele por onde eles vem. E uma outra: Importa que hajam heresias para que os que são fiéis se manifestem. Deus tenha misericórdia destes dois. Tenham a certeza que a Igreja de Jesus continuará sua marcha invencível.http://www.verdadegospel.com/pr-silas-comenta-a-guerra-entre-o-bispo-macedo-e-o-ap-valdemiro/

segunda-feira, 19 de março de 2012

A Minha Graça te Basta; Pastor Paulo Junior

O LOBO MOSTRA SUAS GARRAS

O LOBO FAMINTO A SE DEGRADAR, A LUTA DO MAL!
PROVERBIOS6:11 AO 19------------A sua pobreza o surpreenderá como um assaltante, e a sua necessidade lhe virá como um homem armado. O perverso não tem caráter. Anda de um lado para o outro dizendo coisas maldosas; pisca o olho, arrasta os pés e faz sinais com os dedos; tem no coração o propósito de enganar; planeja sempre o mal e semeia discórdia. Por isso a desgraça se abaterá repentinamente sobre ele; de um golpe será destruído, irremediavelmente. Há seis coisas que o Senhor odeia, sete coisas que ele detesta: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que traça planos perversos, pés que se apressam para fazer o mal, a testemunha falsa que espalha mentiras e aquele que provoca discórdia entre irmãos. Meu filho, obedeça aos mandamentos de seu pai e não abandone o ensino de sua mãe

domingo, 18 de março de 2012

Vigiai para não cair nas garras! Êle está faminto.

Joel Osteen se tornou um nome familiar devido ao seu sucesso incrível. Ele "pastores" a maior igreja nos Estados Unidos, Igreja Lakewood, em Houston, Texas, que em 2008 se gabava média final de semana de dança atenção de 43.500, quase o dobro de seu concorrente mais próximo. [5] Osteen assumiu a direção da Igreja Lakewood, em 1999, sobre a morte de seu pai, John. John Osteen era abertamente um pregador do evangelho da prosperidade que fundou Lakewood em 1959 e tinha construído em um membro da igreja antes de 6000, seu filho, o substituiu. Joel, que até aquele momento havia dado a liderança para o ministério de televisão de Lakewood e pregou apenas uma vez antes, foi empurrado para o púlpito e logo a igreja começou a explodir. Hoje, os serviços de Lakewood são transmitidos em mais de 100 países, Joel escreveu dois multi-milhões de livros vendidos, e ele, juntamente com sua esposa, mãe, e vários músicos de Lakewood, viajar por todo o mundo, oferecendo um evento que eles chamam de "Noite da Esperança . "Enquanto a maioria das igrejas luta para encontrar e manter os membros, as pessoas estão dispostas a comprar ingressos de US $ 15 para assistir a" A Noite da Esperança "e os auditórios são geralmente embalados. Osteen não tem formação teológica e é óbvio a partir de seus livros, sermões e entrevistas na televisão que ele tem pouco conhecimento da Escritura. No entanto, ele pegou uma onda sem precedentes de popularidade e poderia claramente reivindicar o título como o pastor mais admirada nos Estados Unidos. Esta popularidade, claro, é em grande parte devido à sua mensagem. Evitando qualquer coisa controversa ou negativa (tais como o inferno ou o julgamento ou até mesmo o pecado), Osteen proclama uma mensagem de positivismo puro. O título de seu primeiro livro, sua melhor vida agora, resume o que Osteen tem para oferecer seus diversos públicos. Se vamos seguir determinados princípios ou passos (sete para ser exato), então a história vai, nossa existência será feliz, saudável e abençoada com tudo o que faria esta vida maravilhosa. Esta é uma mensagem que apela para a carne dos descrentes e pessoas de mentalidade mundana cristãos e explicaria o status de superstar que Osteen tem agora. Claro que isto é uma acusação dura. Estou cobrando Joel Osteen de ser um falso mestre: um homem que tem torcido o evangelho para atrair a natureza caída do povo, que transformou a Deus em um gênio, e que distorceu as Escrituras para apresentar uma forma quente e fuzzy ainda deformada do Cristianismo . Para ver se eu estou correto ou apenas ser mesquinho, precisamos voltar às palavras reais Osteen como encontrado em sua melhor vida agora.------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Joel Osteen e O Evangelho da Prosperidade. trecho do Escrito por Gary Gilley--© Southern Ver Capela · 4500 Sul Second Street · Springfield, IL 62703 · 217-529-1876

Arcebispo da Igreja Anglicana, exorta os cristãos a defender verdadeiro Evangelho

A menos que cristãos agiram agora para defender a Igreja eo verdadeiro Evangelho, as forças liberais que pregavam um Evangelho falso iria prevalecer dentro de 10 anos, o arcebispo anglicano de Sydney e do Secretário Geral da Sociedade de anglicanos Confessionais (FCA), disse ontem em Port Elizabeth. Falando em uma reunião do FCA na Igreja Anglicana de St. Salvador na noite passada, Jensen disse que a turbulência na Comunhão Anglicana mundial que foi desencadeada pela aprovação dos casamentos gay e ordenação de bispos gays na América do Norte, com destaque para uma questão que era muito mais amplo que a homossexualidade: ela foi para a autoridade das Escrituras e do coração do Evangelho. Ele disse que a questão não era apenas uma ameaça para os anglicanos, mas para a igreja em geral. Ele alertou que a falta aparente de qualquer acção decisiva por parte dos líderes liberais dentro da Comunhão Anglicana era na verdade uma estratégia calculada para ganhar tempo na expectativa confiante de que a maioria dos membros da igreja teriam vindo gradualmente em torno de seu ponto de vista que foi moldado pela moderna cultura e não pela autoridade das Escrituras. África não está imune "Não pense que a África está imune à ameaça", disse ele. Os liberais da Comunhão Anglicana, foram tolerando e promover um estilo de vida homossexual que era impensável na igreja ocidental. Mas agora, como o ponto de vista liberal ganhou terreno foi ficando cada vez mais difícil naquelas sociedades para as pessoas a tomar uma posição contra ele. Jensen disse que a demanda dos liberais que os anglicanos devem aceitar um estilo de vida que foi condenado pela Escritura colocar as almas das pessoas em risco e representou o realinhamento na Igreja Anglicana, que levou à formação da FCA em 2008 e sua adoção da Declaração de Jerusalém , que veio fora da Conferência Anglicana Global Futures (GAFCON), que foi assistido por 291 bispos anglicanos de todo o mundo, bem como pelo clero e leigos. Ele disse que a FCA estava se concentrando em reconhecer e autenticar os anglicanos que buscavam distanciar-se das estruturas oficiais que haviam adotado a teologia liberal. E assim, por exemplo, em 2009, um conselho de primatas que surgiu a partir de GAFCON e que incluiu sete principais primatas, havia reconhecido a Igreja Anglicana da América do Norte, que teve cerca de 100 000 membros e respresented anglicanismo mainstream. Jensen disse que o impulso outro principal da FCA era defender o evangelho bíblico. Estratégias incluíram a criação de faculdades teológicas, espalhando-se da teologia ortodoxa, e ajudando Evangelho centradas igrejas a se tornarem auto-financiamento, a fim de resistir à ameaça de retirada de dinheiro liberal. A FCA também planeja estabelecer um escritório estratégico novo em Londres, a fim de intensificar as suas campanhas internacionais. Ele pediu Bíblia believeing ​​anglicanos na África do Sul para apoiar o FCA. O fundador da FCA na África do Sul, o padre Gavin Mitchell, disse na reunião que a FCA foi o estabelecimento de um novo colégio teológico em Stellenbosch como uma alternativa para as faculdades que haviam sido "sequestrados pelos liberais". Na reunião de encerramento da noite passada, o bispo anglicano de Port Elizabeth, Belém Nopece, que é Assessor Episcopal para a FCA na África do Sul, disse que os agentes de um falso evangelho foram espalhando a idéia de que a FCA era divisionista. Ele pediu aos anglicanos a se levantar e articular a sua fé. "Quando o povo de Deus não são vocal, o mal prospera. Abra a boca e defender a FCA, porque o ataque é bastante pesado, pois é uma ameaça para o falso evangelho "---------------------Arcebispo Peter Jensen